Participe deste Blog, Seja Membro

terça-feira, 30 de abril de 2013

Lição 5 - Busque ao Senhor e viva (Amós)



Sábado à tarde

“Busquem o bem, não o mal, para que tenham vida. Então o Senhor, o Deus dos Exércitos, estará com vocês, conforme vocês afirmam” (Am 5:14).

Prévia da semana:

Rituais vazios e comportamento nocivo disfarçados sob o nome do Senhor não podem satisfazer e levar a relacionamentos significativos com Deus e os outros. Buscar verdadeiramente o Senhor e seguir Sua vontade traz verdadeira vida.

Leitura adicional:

Profetas e Reis, cap. 23; O Grande Conflito, cap. 40 

Domingo

Buscando respostas

As magnificentes árvores centenárias se foram. Novos prédios, cintilantes ao sol, substituíram as majestosas sentinelas de tempos em que muitos alunos tinham passado e prosseguido. Suspirei com nostalgia, revivendo meus dias de estudante da faculdade. Ao dirigir por prédios que me eram familiares, ri silenciosamente relembrando as torturantes noites em que revisei apostilas e participei de sessões de estudo para exames finais. Quão duramente eu tinha batalhado para encontrar as palavras certas, as respostas exatas!

A vida é cheia de perguntas. Algumas não são tão assustadoras quanto aquelas das aulas de química, mas são perguntas do mesmo jeito. Na verdade, assim que acordamos cada manhã, começamos a responder uma série de questões. Como me sinto? O que vou comer no desjejum? O que vou vestir? A lista continua. No fim de tudo, porém, todas as nossas perguntas são afetadas por como respondemos à grande questão – a importante pergunta do exame final destruição-da-terra, mudança-de-­vida, anseio-pela-eternidade. Vou apreciar essa vida e a eternidade no Céu com Jesus porque aceito Sua morte na cruz por mim? Nossa maneira de responder a essa pergunta determina não somente o que nossa busca por outras respostas parecerá, mas também com o que nossa vida parecerá.

Quando leio o relato do Antigo Testamento sobre os israelitas, penso neles como tolos. Assim como Paulo chamou os gálatas de tolos, penso que Amós deve ter dito: “Oh, tolos israelitas!” Eles não estavam prestando atenção! Deus lhes deu as respostas para a pergunta do exame final: “Busquem o Senhor e terão vida” (Am 5:6), e: “Busquem o bem, não o mal, para que tenham vida” (5:14). Pergunto-me como aqueles israelitas tolos podem ter errado! Eles não precisavam ter roubado o pobre para conseguir mais, porque Deus seria o suficiente. Eles não teriam questionado um ex-criador de ovelhas que se tornou profeta porque eles saberiam com o que se parece uma vida com missão. Mas, de alguma forma, contudo, eles perderam a diretriz do estudo, o roteiro. Aqueles israelitas tolos!

Ao dirigir meu carro pelo campus em busca de lugares familiares, me deparei com uma rua sem saída. Como fui terminar ali, quando havia sinais de aviso por toda a estrada? Eu estava muito ocupada procurando algo mais que considerava importante. Oh, que tola sou! 

Que o Santo Espírito guie você em seu estudo desta semana, para que você não perca todas as respostas que Deus quer lhe dar.

Mãos à Bíblia

1. Como se aprende a odiar o mal e amar o bem? Am 5:14, 15; Hb 5:14; Rm 12:9; Pv 8:36

Amós convida as pessoas não apenas a parar de procurar o mal, mas também a odiá-lo e amar o bem. Nessa seção, as ordens são progressivas. Na Bíblia, os verbos amar (hebraico ‘ahav) e odiar (śane’), muitas vezes se referem a decisões e ações, e não simplesmente a sentimentos e atitudes. Em outras palavras, a mudança na atitude das pessoas leva à mudança em suas ações.

2. Nesse contexto, que advertência é encontrada em Isaías 5:20?

Segunda

Um grito por justiça

Israel estava no auge de seu poder quando Amós profetizou. Mas Israel estava se deteriorando socialmente. Adultério, roubo e assassinato estavam por todos os lados. Deus enviou Amós para chamar a atenção para os pecados do Seu povo a fim de que eles se arrependessem.

Odeie o mal; ame o bem (Sl 97:10). Amós é “o grande profeta da ‘justiça de Deus’”.1 Ele apelou por justiça para com os outros e apontou o fato de que, por ter sido dado a Israel especial “oportunidade de conhecer a vontade de Deus, foi esperado que eles vivessem por esse alto padrão de justiça”.2 O conselho de Amós? Odeie o mal. Ao nos aproximarmos de Deus, veremos o pecado como a barreira real para nosso relacionamento com Ele. A segunda parte do conselho de Amós? Ame o bem. Mantenha-se perto de Deus e faça aquelas coisas que voltam sua atenção para Ele. “Tenha uma ligação inalterável com qualquer coisa que o leve a Deus e contribua para o bem-estar de seus semelhantes.”3 Religião como de costume (Am 5:24). Os profetas verdadeiros estarão envolvidos em conflito com a religião estabelecida. Amós desafiou “os líderes religiosos que perdoavam um sistema vicioso de aproveitamento e privilégios por ser financeiramente lucrativo. Eles estavam cegos para os sofredores. Para Amós, a religião não era digna do nome se não conduzisse à justiça e à retidão. O tema dele era: ‘Corra a retidão como um rio, a justiça como um ribeiro perene!’” (Am 5:24).4 Deus não estava contente com a adoração ruidosa de Israel, seus dias festivos e ofertas especiais. Ele estava procurando, em vez disso, arrependimento sincero e adoração. Chamado para ser um profeta (Am 7:14, 15). Amazias, sacerdote idólatra de Betel, enviou uma mensagem a Jeroboão, rei de Israel. “Amós está tramando uma conspiração contra ti no centro de Israel” (Am 7:10). Amós disse: “Jeroboão morrerá à espada, e certamente Israel irá para o exílio, para longe da sua terra natal” (Am 7:11). Estava Amazias tentando causar problemas? Talvez. Mas havia punição à frente para o rei e para Israel, a menos que eles se arrependessem dos seus pecados.

Amós tinha levado sua mensagem de arrependimento para o “centro de Israel”, onde havia idolatria e adoração apóstata. Mas Amazias não queria que a mensagem de Deus fosse ouvida. Ele tinha dito a Amós que fugisse para Judá e profetizasse de lá. Amós declarou que ele não era profeta por profissão, mas simplesmente porque Deus o havia chamado. “É um erro comum supor que aqueles que não foram educados de acordo com os padrões gerais aceitáveis, absolutamente não foram educados. O Senhor ensinou a Amós na solidão dos campos, dos vales, e dos montes da Judeia enquanto ele supervisionava as ovelhas e colhia o fruto da árvore do sicômoro.”5 
Deus precisava de um porta-voz que não cedesse quando as pessoas investidas de poder tentassem silenciar a mensagem de Deus. Era preciso alguém desejoso de responder ao chamado de Deus; alguém que acreditasse na justiça e na fidelidade de Deus, mesmo quando lidando com o desobediente. Esse porta-voz era Amós.

O pior tipo de fome (Am 8:11). Os israelitas vinham desobedecendo a Deus por tanto tempo que era muito tarde para evitar Seus juízos. “Mágoa profunda às vezes estimula os homens a prestar atenção nas Santas Escrituras. Infelizmente, essa mágoa geralmente vem muito tarde para produzir algum resultado benéfico. Assim acontece não porque o amor de Deus é retirado do pecador, mas porque o pecador se tornou tão endurecido em suas iniquidades que ele deseja somente escapar da consequência de suas transgressões, e não para abrir mão de seus maus caminhos. Ele entristeceu o Santo Espírito além de toda esperança de verdadeiro arrependimento e reforma do caráter.”6 Deus nos criou como agentes morais livres. Ele nos permite escolher nosso curso de ação, mas precisamos aceitar os resultados de nossos atos. Logo antes da segunda vinda de Cristo, todos aqueles que escolheram permanecer em seus maus caminhos sofrerão com as sete últimas pragas. Eles irão querer alívio e até parecerão voltar-se para Deus. Mas não será uma mudança verdadeira, e Ele não será capaz de responder a oração deles.

As ruínas restauradas de Judá (Am 9:11-15). Então, Amós olhou para a promessa de restauração futura. Ela foi cumprida quando os israelitas retornaram do exílio babilônico. Porque eles não viveram de acordo com as expectativas de Deus, as oportunidades perdidas de Israel foram dadas aos gentios. As promessas de Deus serão desfrutadas por todos aqueles que O seguem. “Existem muitos sistemas de filosofia e vida política que tentam fundamentar a lei e todos os relacionamentos humanos na natureza do ser humano. [...] Todos esses sistemas, quer seja o comunismo, ou humanismo, ou socialismo, estão fadados ao fracasso por causa de uma falha fatal: não reconhecem a natureza pecaminosa e egocêntrica do homem. Eles ignoram a Deus e endeusam o homem. Amós viu claramente, sete séculos antes de Cristo, o que alguns homens são incapazes de ver hoje.”7 

1. The Open Bible: It Is Written Heritage Edition (Nashville, TN: Thomas Nelson, 1975), p. 812.
2. Ibidem.
3. Biblos.com, Clark’s Commentary on the Bible, http://bible.cc/romans/12-9.htm (acessado em 31 de janeiro de 2012).
4. The Open Bible, p. 812, 813. 
5. Comentário Bíblico Adventista, v. 4, p. 978. 
6. Ibidem, p. 980
7. The Open Bible, p. 812, 813.

Mãos à Bíblia

3. Leia Amós 5:23, 24, Oseias 6:6, Mateus 9:13 e Salmo 51:17. Qual é o princípio apresentado nesses textos e como aplicá-lo na vida espiritual? Podemos ser culpados de fazer exatamente o que devemos evitar?

Deus rejeitou os rituais religiosos porque não procediam da fé. As palavras mais importantes de Amós 5:1-15 estão na ordem para buscar ao Senhor e viver (Am 5:6). O que Deus realmente queria era justiça e retidão na Terra. Deus chamou o remanescente a se distanciar das más práticas, do formalismo religioso e deixar que a retidão corresse como um rio; e a justiça, como um ribeiro perene.

Terça

Todos os profetas de Deus

A maioria dos cristãos jamais se consideraria profeta. Contudo, Deus instruiu cada um de nós com uma mensagem: arrependa-se e volte para Deus para ser salvo. Essa não é uma tarefa para ser encarada de maneira negligente ou uma responsabilidade que assumimos da qual outros se encarregarão.

“Há, por toda parte, a tendência de substituir pela obra de organizações o esforço individual. [...] Muitos deixam às instituições e organizações a obra da beneficência; eximem-se do contato com o mundo e seu coração se torna frio. Ficam absorvidos consigo mesmos e insensíveis à impressão. No coração deles é extinto o amor para com Deus e o ser humano.

“Cristo confia a Seus seguidores uma obra individual – uma obra que não pode ser feita por procuração. O serviço aos pobres e enfermos, o anunciar o evangelho aos perdidos, não deve ser deixado a comissões ou caridade organizada. Responsabilidade individual, esforço individual e sacrifício pessoal são exigências evangélicas” (Ellen G. White, A Ciência do Bom Viver, p. 147).

Quantos de nós se sentem desqualificados ou incapazes de trabalhar para Deus? Damos desculpas de que outros têm mais dinheiro, mais poder, ou mais dons espirituais evidentes, mas essas desculpas não são válidas. Considere isto: “Daniel era um príncipe de Judá. Também Isaías era de linhagem real. Davi era um jovem pastor, Amós um vaqueiro, Zacarias um cativo de Babilônia, Eliseu um lavrador. O Senhor suscitava como representantes Seus a profetas e príncipes, nobres e plebeus, e lhes ensinava as verdades a ser dadas ao mundo” (Ibidem, p. 148). O mesmo chamado é feito a todo cristão hoje.

“A todos quantos se tornam participantes de Sua graça, o Senhor indica uma obra em benefício de outros. Precisamos estar, individualmente, em nosso posto, dizendo: ‘Eis-me aqui, envia-me a mim’ (Is 6:8). Sobre [...] o cristão individualmente, seja ele comerciante ou fazendeiro, profissional ou mecânico – sobre todos repousa a responsabilidade. É nossa obra revelar aos seres humanos o evangelho de sua salvação. Toda atividade em que nos empenhamos deve ser um meio para esse fim” (Ibidem).

Como os muitos profetas que vieram antes, compartilhe Deus com o mundo, confiando nEle para lhe dar o poder de que você precisa. Ele nunca deixará você “na mão”.

Mãos à Bíblia

4. Leia Amós 7:10-17. Como o profeta foi recebido? Que outros exemplos bíblicos revelam a mesma atitude? O que aprendemos com esses exemplos?

Falar a verdade não garante a aceitação, porque a verdade às vezes pode ser desconfortável e, se ela perturba os que estão no poder, pode despertar séria oposição. O chamado de Deus impeliu Amós a pregar de maneira tão franca e corajosa contra os pecados do rei e da nobreza do reino do norte que ele foi acusado de traição.

Quarta

O apelo: odiar o mal, amar o bem

Por que existe tanto ódio no mundo? Parece que as pessoas se preocupam só consigo mesmas. Sou professora e vejo, durante todo o dia, alunos fazendo cara feia para qualquer um que pareça estar olhando para eles. Isso acontece até mesmo com a primeira série. 
E nós que professamos ser cristãos? E os adventistas do sétimo dia? Jesus virá em breve, mas agimos como se isso fosse realmente acontecer? Ou o eu governa nossas decisões? Onde estão as pessoas que odeiam o mal e amam o bem?

No livro de Amós, Deus convida Israel para colocar de lado todas as influências “mundanas” e práticas que eles adotaram, a fim de retornarem para Ele. Se eles não o fizerem, estarão perdidos. Amós 5:18 diz que o dia do Senhor é de trevas. Será como o homem que corre de um leão somente para ser picado por uma cobra, quando ele chega em casa (v. 19). Para todos os que temem a Deus, o Dia do Senhor é luz; mas para aqueles que decepcionam o Senhor oferecendo sem sinceridade festas e sacrifícios, o dia é uma escuridão tão densa que não existe luz nem saída.

Estaríamos na mesma condição dos israelitas? Frequentamos a Escola Sabatina e a igreja por hábito ou por motivos egoístas? Talvez frequentemos somente porque nossos amigos ou familiares fazem isso. O que é necessário para mudar? Para os israelitas, foi necessário humilhação e exílio em outra terra. O que será necessário para você? Uma morte, uma casa incendiada, ou apenas uma palavra dita com bondade para ajudá-lo a perceber onde você precisa estar?

Deus nos chama para ser Seu povo. Ele nos deu Sua Palavra para vivermos por ela. Ele nos chama para fora das trevas. O demônio ronda buscando pessoas para enganar. Quando deixamos o “mundo” influenciar nossa vida, a Palavra de Deus pode ter pouco efeito sobre nós. Você vai buscar a Palavra de Deus e viver?

Pense nisto

- Que mal você passou a ver como “normal”?
- O que você pode fazer para reorientar sua “bússola moral”?

Mãos à Bíblia

5. Leia Amós 8:11, 12. Como devemos entender esses versos?

Muitas vezes, quando o povo de Israel experimentava grande angústia, ele se voltava para o Senhor em busca de uma palavra profética, na esperança de orientação. Dessa vez, a resposta de Deus consistirá no silêncio. Uma parte do juízo de Deus sobre Seu povo será a retirada de Sua Palavra por meio dos Seus profetas.

6. Quais são os efeitos terríveis do silêncio de Deus? 1Sm 14:37; Sl 74:9; Pv 1:28; Lm 2:9; Os 5:6; Mq 3:5-7. De que forma é possível silenciar a voz de Deus em nossa vida? Como podemos ter certeza de que isso não acontecerá conosco?

Quinta

Buscando a Deus

Em Amós, Deus convoca uma geração para se posicionar pelo que é correto e buscar o Senhor. Estamos buscando a Deus? Existem tantas coisas que podem nos distrair – Facebook, Twitter, o eletrônico de última geração, talvez até mesmo drogas e álcool. Por nós mesmos, somos impotentes para superar essas distrações quando se transformam em vícios. Podemos desejar algo diferente, mas não sabemos por onde começar. Deus está nos chamando e nos dando o desejo de conhecê-Lo. A pergunta real é: Estamos desejosos de deixar Deus nos guiar no desenvolvimento de um caráter semelhante ao de Cristo? A seguir estão comportamentos que, quando praticados, permitem que sejamos moldados e modelados à semelhança dEle.

Orar. Se você não sente aquele ardor em seu coração para conhecer a Cristo, ore por isso. Ele lhe dará um coração disposto a buscá-Lo. Não é que não sintamos o Senhor nos concedendo essa fome. Ao contrário, muitos de nós estamos resistindo aos Seus apelos. Assim como aprendemos a correr melhor após meses de treinamento, também podemos aprender a ter mais comunhão com Cristo, quando repetidamente buscarmos por Ele em oração.

Dar o coração a Deus. Posso pedir a Deus que tome meu coração, mas frequentemente nem mesmo posso dá-lo a Ele porque meu orgulho não me permite. Então, preciso pedir que Ele tome meu coração e devo permitir que Ele o mude para que se torne como o dEle. A Bíblia diz: “Darei a vocês um coração novo e porei um espírito novo em vocês; tirarei de vocês o coração de pedra e lhes darei um coração de carne” (Ez 36:26).

Estudar a Bíblia. Quando passamos tempo com Cristo por meio do estudo da Bíblia, Ele Se torna real para nós. Em breve Ele voltará.
Estudar a Bíblia nos ajuda a nos prepararmos para encontrá-Lo.

Colocar o eu de lado. Quanto mais estudamos a Palavra de Deus, mais aprendemos que precisamos colocar Deus e os outros antes de nós mesmos. “Nada façam por ambição egoísta ou por vaidade, mas humildemente considerem os outros superiores a si mesmos” (Fp 2:3). Você está desejoso de pôr o eu de lado? Deseja pedir que o Salvador ande com você e o fortaleça? Peça!

Mãos à Bíblia

Em meio a toda escuridão e destruição, Amós encerrou seu livro com uma mensagem de esperança. Diante da perspectiva de um exílio imediato, a dinastia de Davi havia caído tão fundo que já não podia ser chamada de casa, mas de cabana. Porém, o reino de Davi seria renovado e unido sob um único governante. Para além das fronteiras de Israel, outras nações invocariam o nome de Deus e desfrutariam de Suas bênçãos, juntamente com Israel. O livro termina com essa nota feliz e esperançosa.

7. Qual é o cumprimento final das promessas de Amós sobre a restauração do povo de Deus? Lc 1:32, 33; At 15:13-18

Sexta

Quem tem tempo?

Deus está nos chamando para buscá-Lo. Mas, nesta época, buscar a Deus não é a coisa mais fácil de se fazer. Tantas outras coisas requerem nossa atenção: trabalho, família, amigos, escola, sem mencionar a mídia com a qual constantemente parecemos estar envolvidos. O diabo sabe como manter cada um de nós tão ocupado que, de fato, não temos o tempo necessário para desenvolver um relacionamento pessoal com Cristo.

Isso realmente se resume à grande controvérsia entre o bem e o mal. Dependem disso todas as escolhas que temos que fazer hoje e todos os dias. Escolheremos o caminho de Deus ou o de Satanás? Se escolhermos o caminho de Deus, precisaremos entregar toda a nossa vida a Ele. Precisaremos fazer de Cristo nosso amigo. Do contrário, não existe lógica em dizer que somos cristãos. Podemos muito bem viver a vida “mundana” se não entregarmos nosso tudo a Cristo. Não faz sentido tentarmos parecer bons para os que estão ao nosso redor. O que Deus pensa é o que realmente importa.

Por que realmente Cristo morreu na cruz para nos salvar? Ele queria compartilhar vida conosco em um nível pessoal. Ele quer ser nosso Amigo. Ele quer ser nosso Salvador. Na verdade, Ele deseja ter um relacionamento conosco. É tão fácil dizer: “Bem, existem tantas outras pessoas no mundo, por que Ele iria querer a mim?” Mas Ele quer. E Ele quer cada um de nós. Cada um de nós tem um lugar especial no coração dEle.

Separe tempo para conhecer a Cristo de uma nova maneira. Pense no que o está impedindo de realmente buscá-Lo. Deixe essas coisas de lado e encontre tempo para buscar a Cristo. Ele está esperando você com braços estendidos. 

Mãos à Obra

- Como você pode fortalecer seu relacionamento com Cristo?
- Como a morte de Cristo na cruz nos mostra que Ele quer ter um relacionamento pessoal conosco?
- O que impede você de buscar o Senhor?

Mãos à Bíblia

- Faça um diário e anote quanto tempo você gasta em várias atividades, tais como estudo da Bíblia, dormir, comer, trabalhar, assistir TV, bater papo com amigos no Facebook, etc. O que suas anotações lhe revelam sobre suas prioridades?

- Peça a cinco pessoas que definam justiça. Como as respostas delas se comparam com a mensagem de Amós?

- Escreva numa folha retangular de papel cartão ou cartolina palavras que resumam a mensagem de Amós. Enrole a folha em um cone para fazer um megafone e cole-o com fita adesiva para manter a forma. Coloque-o em algum lugar para relembrá-lo de ser um Amós moderno.

- Anote quantas vezes no dia você compartilhou Jesus por meio de palavras e boas ações. O que tornou fácil ou difícil fazer isso?

- Recorte fotos e palavras de revistas atuais que reflitam a luta moderna entre o bem e o mal/justiça e injustiça.

- Cante uma canção ou toque uma música que relembre o amor de Deus por você.

 Fonte: Sabatina

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Publicidade

Parceria Tecnogospel

Parceria

Pubicidade

Publicidade

Divulgue seu site visitas unicas

The Best Traffic Exchange

Mais divulgação de seu site

Geralinks

GeraLinks - Agregador de links

Mais ações nas suas Redes Sociais

Like Ub - Easyhits4u - Startxchange - Trafego Social Gratis.